XVII
Workshop em Clouds
e Aplicações

Em conjunto com SBRC 2019

Apresentação

A série WCGA tem por objetivo atuar como um fórum para apresentações técnicas de pesquisas em andamento e atividades relevantes nas áreas de infraestrutura e infraestrutura virtualizada, serviços e aplicações em áreas diversas, congregando pesquisadores e profissionais que atuam ativamente nessas áreas. O workshop também busca estabelecer redes colaborativas multi-institucionais e grupos de competência técnico-científica, bem como fortalecer atividades em andamento. Desde 2010, o WCGA vem evoluindo para o tema de Clouds (nuvens computacionais), e mais atualmente para Edge Computing (computação na borda da rede) e Fog Computing (Computação na Névoa), portanto abordando como um dos principais workshops da área de redes de computadores e sistemas distribuídos do país.

Datas Importantes

Submissão de artigos: 10 de março de 2019 24 de março de 2019 (Hard deadline)
Notificação dos resultados: 05 de abril de 2019
Envio da versão final dos artigos: 12 de abril de 2019
Data do workshop: 06 de Maio de 2019




Programação

Abertura: 8:30h – 9:00h

Sessão Técnica 1: 9:00h – 10:00h

Migração de Sistemas Monolíticos para Microserviços: Uma Abordagem Híbrida sem Downtime

Augusto Flávio Arraes (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará), Américo Sampaio (UNIFOR), Otavio Medeiros (UNIFOR), Nabor Mendonça (UNIFOR)


Estratégias para Implementação de Coreografia de Microsserviços

João Pedro Fernandes (UTFPR), Edson Tavares de Camargo (UTFPR)

Keynote 10:30h – 12:00h

Distributed Cloud: A Modern Paradigm Towards 5G Networks

Moacyr Martucci Junior (USP)

Abstract: The move from 4G to 5G (Fifth Generation of Mobile Networks) promises a very significant jump in terms of network performance, with the support of millimeter waves, small cells, massive Multiple-Input and Multiple-Output, distributed cloud computing etc. being deployed to lower latency and increased throughput. The combination of these technologies is expected to deliver a 10X decrease in latency – as low as 1 ms – and a 10X increase in speed – higher than 1 Gbps. Network slicing, a key aspect of 5G networks, will be important for the edge. Internet Service Providers (ISPs) can implement slicing without 5G, but it will likely become much more prevalent with 5G and its emerging specifications that mandate the partitioning of the data, control and management planes to separate environments that can be created. Thus, serving individual customers or deliver specific services, giving ISPs the opportunity to more easily support multi-tenancy, individual customers and use cases in order to meet each slice´s unique Service-Level Agreements. The advent of 5G is helping to drive demand for distributed edge architectures because of the technology advancements that it promises. The Internet Protocol (IP) network will need to support data, control, and management plane separation across a multi-site network fabric as a result. All these changes are leading to new requirements for the IP network and network fabric. For the IP network, this means that traffic will need to be processed at the edge in thousands of mini -and micro- data centers, some of which may be located in the Radio Access Network. The IP network, ideally leveraging the flexibility and cost-effectiveness of white boxes, will need to support a network fabric that can make this large number of sites appear, logically, as a more manageable set of network fabrics. The white boxes will need to offer some sort of SDN (Software-Defined Networking) control and ideally some sort of network fabric that will make a large number of sites appear, logically, as a set of fewer network fabrics. Using Application Programming Interfaces, these fabrics will need fabric-wide programmability, helping ISPs improve their operational efficiency at scale. SDN brings easier network automation and service orchestration to improve operational efficiency. 5G Network slicing will drive the need for the IP network to support data, control, and management plane separation across a multi-site network fabric, which should have a central view of network state, but with that knowledge and intelligence distributed across the whole fabric and then throughout the distributed cloud.

Bio: Full professor at the Department of Engineering and Digital Systems of Escola Politécnica of Universidade de São Paulo and the Coordinator of the Institute for Studies Brazil Europe, a Research Support Nucleus under the Research Pro-rectory of the USP. Martucci is also the Brazilian National Contact Point in Program Horizon 2020 and the NCP in the program ideas to ERC (European Research Council) to European Commission and participates in the Brazil-EU group within the Action "5G and the Future of Mobile telecommunications in Brazil and Europe" at the Ministry of Communications and Ministry of Planning in Dialogue Sector BR-EU. His main interest areas are Information Systems, Open Systems, Computer Networks and Automation, 5G and Future Internet and Internet of Things with applications in smart cities.

Sessão Técnica 2: 14:00h – 15:30h

RW-Through: A Data Replication Protocol Suitable for GeoDistributed and Read-Intensive Workloads

Wagner Barreto (UTFPR), Ana Cristina B. K. Vendramin (UTFPR), Mauro Fonseca (UTFPR)


Impacto de LoRaWAN no Desempenho de Plataformas de IoT baseadas em Nuvem e Névoa Computacional

Ivan Zyrianoff (UFABC), Alexandre Heideker (UFABC), Dener Silva (UFABC), João Henrique Kleinschmidt (UFABC), Carlos Kamienski (UFABC)


Heap Allocator: Uma Polıtica de Alocação de Máquinas Virtuais em Ambiente de Computação em Nuvens baseada em Heap com Prioridade

Matheus Magalhães de Carvalho (Universisdade Estadual do Ceará - UECE), Francisco Vieira (UECE), Filipe de Matos (Universidade Federal do Ceará), Rafael Lopes Gomes (UECE), Joaquim Celestino (UECE)

Tópicos

Para a edição deste ano, autores são particularmente encorajados a submeter trabalhos originais em tópicos relacionados a Clouds (Nuvens) e Aplicações. Os tópicos de interesse incluem (mas não estão limitados a):

  • Infraestrutura Virtualizada
  • IaaS, PaaS, SaaS, NaaS
  • Nuvens Públicas, Privadas, Comunitárias e Hibridas
  • Novas Arquiteturas e Modelos
  • Economia de Energia
  • Suporte a Serviços Escaláveis e Elásticos
  • Modelagem e Avaliação de Desempenho
  • Monitoramento e medições
  • Dependabilidade, Tolerância a Falhas e Resiliência em Clouds
  • Provisão de QoS
  • APIs e controle de uso
  • Redes Sociais em Nuvens
  • Middleware para ambientes de nuvens
  • Composição de serviços e orquestração
  • Fog Computing
  • Interfêrencia/Afinidade
  • Bare Metal
  • Mobile Cloud Computing
  • Composição e Federação de Nuvens
  • Provisionamento de recursos e escalonamento em nuvens
  • Novos Modelos de Programação
  • Gerência de Infraestrutura Virtualizada
  • Segurança em Infraestrutura Virtualizada
  • Gerência de Centros de Dados
  • Modelos de Contabilidade e Economia
  • Aplicações e Serviços em Infraestrutura Virtualizada
  • Big Data em Nuvens
  • Redes Definidas por Software e arquiteturas de nuvens computacionais
  • Aplicações Cientificas, Novas Aplicações
  • Integração Cloud-IoT
  • Aplicações, Comunidades, Benchmarks e Testbeds
  • Estudos de caso em Clouds
  • Resource Slicing
  • Aspectos Consumo de Energia

Submissão

A submissão de artigos será exclusivamente eletrônica, por meio do sistema JEMS. Os artigos podem ser escritos em português ou inglês, e submetidos somente no formato PDF. Cada artigo está limitado a 14 páginas, incluindo resumo (e abstract, para artigos em português), figuras, diagramas, referências e anexos. Os trabalhos devem ser formatados seguindo o modelo de artigos da SBC.

Artigos submetidos ao WCGA serão avaliados pelo corpo de revisores, sendo os selecionados organizados para apresentação e publicação nos anais do Workshop. Pelo menos um dos autores de cada artigo selecionado deverá se inscrever no SBRC e no WCGA, bem como apresentá-lo no evento.

Organização

WCGA Workshop Co-Chairs

Bruno Schulze (LNCC)

Luiz Bittencourt (UNICAMP)

Mariza Ferro (LNCC)

Comitê de Programa

Antonio R. Mury (LNCC)

Antonio Tadeu Gomes (LNCC)

Carlos Ferraz (UFPE)

Cesar De Rose (PUCRS)

Christian Esteve Rothenberg (UNICAMP)

Claudio Geyer (UFRGS)

Daniel Batista (IME-SP)

Daniel de Oliveira (UFF)

Edmundo Madeira (UNICAMP)

Fabio Borges (LNCC)

Fabio Costa (UFG)

Fabio Licht (UCP)

Fabricio da Silva (Fundação Oswaldo Cruz)

Fernando Koch (University of Melbourne)

Frederico Lopes (UFRN)

Helio Guardia (UFSCar)

José De Souza (UFC)

Lisandro Zambenedetti Granville (UFRGS)

Lourenco Pereira Jr. (ITA)

Lucia Drummond (UFF)

Luis Carlos De Bona (UFPR)

Marcelo Pasin (Université de Neuchâtel)

Marco Netto (IBM Research)

Marcos Assuncao (INRIA, ENS de Lyon)

Nabor Mendonça (UNIFOR)

Paulo Ferreira (University of Oslo/INESC-ID)

Rafael Esteves (IFRS)

Raphael Camargo (Universidade Federal do ABC)

Rodrigo Righi (Universidade do Vale do Rio dos Sinos)

Rossana Andrade (UFC)

Thais Vasconcelos Batista (UFRN)